Blog

Inicio Blog

Saída (de emergência).

Fala sério. Se teve algum momento na vida no qual você (e eu) realmente gostaria de procurar e usar a saída de emergência, seja pegando uma escada, abrindo uma porta dupla, ou pegando um corredor especifico, se alguma vez você desejou profundamente que exista esta saída, permitindo um escape literal, ou visceral, que conduza  você diretamente para um porto seguro, um lugar confiável, sem máscaras, sem vírus, sem quarentena, sem distanciamento social e com aulas para as crianças!!! Enfim, definitivamente se todo mundo necessitou alguma vez da existência real desta saída, esse momento é agora.

Já pensou?... Melhor não pense, sonhe, pois não existe a tal saída de emergência.

Você interrompe a leitura agora e pergunta: Como assim?

E eu respondo: Pois é... lamento. Estava lindo, mas saída de emergência não existe para este caso.

Você retruca: Mas uma esperança, algum tipo de vacina ou tratamento, algo que nos permita acordar melhor amanhã, será que não tem?

Eu digo: Esperança.... sempre tem... tem também centenas de científicos procurando saídas... tem gente até forçando a saída, mas... continua comigo e voltemos na leitura...

Consulte Mais informação

30% de 100 milhões ou 100% de 30 milhões? Sócio(a)s!

Então....30% de R$ 100 milhões ou 100% de R$ 30 milhões? A minha escolha é fácil e minha resposta talvez esteja lá no final – sem spoiler.

Em artigo recente expressei minhas opiniões com relação a diferença entre insight, ideia e produto. Conclui de que a ideia vale pouco pois a grande questão é sempre testa-la ou executa-la entregando valor ao cliente e conseguindo cobrar de forma eficiente por isso. Mas como executar? Grandes ideias não sobrevivem a execução ruim, mas ideias razoáveis podem ir longe se bem executadas por um time de bons empreendedores fundadores.

Consulte Mais informação

Um tiro no escuro.

Na mitologia grega Pluto (Ploutos) era o deus da riqueza e da generosidade. Ele distribuía suas riquezas para aqueles que considerava justos e dignos (falo em passado pois não sei se ele ainda continua nesta atividade).  Zeus, que era o pai de todos os deuses do olimpo, exercia diariamente seu poder e autoridade esforçando-se em manter a ordem e a justiça. Como era bastante temperamental (representado por raios e relâmpagos), Zeus decidiu deixar cego a Pluto, pois considerou que sua abordagem precisava ser “redirecionada”. (Eu sei o que você está pensando neste momento, mas esquece, não dá para aplicar esse método nos tempos atuais). Desta forma, Zeus garantiu que Pluto distribuísse a riqueza aos mortais com base no acaso e na sorte e não continuar no mérito caprichoso.

Alguns séculos depois, especificamente em 2017, a CVM iniciou uma revolução silenciosa no Brasil dando um marco regulatório com a Instrução 588 para as plataformas de investimento participativo (Equity Crowdfunding) e de empréstimos participativos (Peer to Peer Lending).

Consulte Mais informação